Deixe um comentário

Jardim do Senhor

“A Igreja é a ‘lavoura’ ou o campo de Deus (I Cor 3,9). Nesse campo cresce a oliveira antiga, cuja raiz santa foram os Patriarcas e na qual foi feita e se fará a reconciliação dos Judeus e dos Gentios (Rm 11,13-26)” (LG 6)

Santas Palavras estas proclamadas pelo Santo Concílio!

Nestes textos (serão publicados no blog em uma série) iremos “passear” por este jardim que o Senhor plantou entre nós, a Santa Igreja.

Das imagens a que a Igreja é comparada, esta, de forma especial, muito me atrai. Remete-nos a um lugar muito bonito, de cores e perfumes variados, de flores e frutos, de grandes árvores e pequenos lírios, de raízes, plantas rasteiras e também altos galhos. Neste lugar passeia e zela o nosso Agricultor. Com muito cuidado, remove a praga que quer se instalar em meio às plantas. Ara a terra ainda endurecida. Despeja suavemente o adubo, sempre na quantidade necessária. Este Agricultor poda aqueles galhos que deverão produzir mais frutos, protege as plantas menores de pequenos insetos e nunca está desatento quando de uma grande tempestade, granizo ou geada.

Temos como nosso agricultor o Senhor. Pertence a Ele este jardim, esta lavoura que é a Igreja. Não nos pertencemos. É Ele quem cuida de cada pequeno detalhe que a nós passa despercebido.

E como é belo este jardim!! Não há outro igual!!

Talvez ainda estejamos como uma rosa que pensa que o agricultor está apenas para servi-la e não faz questão de conhecer o jardim e como ele se relacionar. Acredita que o seu perfume é o mais agradável e despreza a beleza do jardim que está ao seu redor.

Talvez sejamos como a grama que pela sua uniformidade e praticidade poderá desconhecer a infinita criatividade do agricultor em plantar aqui e acolá ervas de diferentes espécies.

Talvez nos sintamos fora deste jardim e, por não nos submetermos ao Agricultor, achamos que este jardim de nada vale e é apenas invencionice de homens.

Creio que hoje é tempo de levantarmos os nossos olhos e olharmos o campo ao nosso redor. De fato estamos plantados? É o Senhor o nosso Agricultor? Em que terra está nossas raízes? Reconhecemos o bem e os agrados que o Senhor tem feito àqueles que estão plantados ao nosso redor? Faça o seu comentário. Gostaria muiito de saber de suas impressões sobre este jardim e também contemplar com você a beleza de suas cores e seus perfumes.

Graças sejam dadas ao Senhor pela Santa Igreja Católica!!

 

Postado originalmente em 10 de janeiro de 2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *